Revista Bang!
A tua revista de Fantasia, Ficção Científica e Horror, onde podes estar a par das novidades literárias, eventos e lançamentos dos teus autores de eleição.

Descubra o processo de criação do ilustrador Tiago Silvério

 

 

1. Conte-nos um pouco acerca de si. Como começou a ilustrar?

Quando eu era criança, via meu irmão mais velho desenhando e acabei me interessando também. Na época ainda a gente não tinha internet em casa, então estudávamos por revistas compradas por correio. Foi no final da faculdade que comecei a me profissionalizar como ilustrador. Até então eu nunca havia tentado fazer artes com pintura digital, sempre tive muita dificuldade e não dominava nenhuma ferramenta. Mas, incentivado por amigos, procurei tutoriais on-line e então comecei a entender as regras básicas para uma boa pintura digital. A partir desse momento eu não parei mais de desenhar no digital. Virar ilustrador foi uma das melhores escolhas que já fiz na minha vida.

2. Enquanto ilustrador, como lhe surgem as ideias? Qual o processo criativo? E que meios utiliza? Antes de começar uma nova arte, profissional ou não, passo um bom tempo vendo vídeos, trabalhos de outros artistas, fotos e materiais gráficos relacionados ao tema fantástico. Isso é um exercício básico que ajuda muito no desenvolvimento da criatividade. Como uma segunda etapa do processo, projeto alguns thumbnails que vão me servir como base para chegar na melhor composição possível. Após finalizar a composição, parto para a pintura em si, sempre começando sem nenhum zoom, e vou aproximando aos poucos, detalhando parte por parte. Acredito que as primeiras etapas, conceito (busca por referências) e composição são mais importantes.

3. Qual a parte mais divertida do trabalho de um ilustrador? E a parte mais aborrecida?

A parte mais divertida é que não me sinto como se estivesse trabalhando, pois realmente faço o que gosto e isso me deixa muito feliz. Quando desenho, viro um criador de mundos e me desligo do mundo real, e então a minha vida passa a ser aquele pequeno momento que estou pintando. A parte mais aborrecida é que o mercado é grande, mas também muito concorrido, então para conseguir bons trabalhos é necessário se destacar muito, e isso acaba sendo chato em alguns momentos.

4. O que o inspira? E que diria a alguém que gostasse de tornar-se ilustrador?

O que mais me inspira é ver a imaginação das pessoas, eu sempre busco por trabalhos de outros artistas, fico olhando para eles por muito tempo e tento me conectar com a imaginação deles. As principais referências que acompanho são: Jonas de Ro, Darek Zabrocki e John Sweeny. Ser um ilustrador profissional não é fácil, e, por mais que seja muito divertido, exige bastante responsabilidade. O que eu diria para alguém que pretende seguir nessa carreira é: tenha confiança. Por mais que exista muita concorrência, o mercado é grande e tudo que você precisa fazer é estudar e melhorar, só depende de você e de mais ninguém. Em algum momento as coisas vão parecer impossíveis, difíceis, e você poderá se sentir desanimado. Não desista, existem obstáculos em qualquer carreira, e, por mais que pareçam grandes e impossíveis de superar, acredite em você, porque no fim vai valer a pena. Pense que um dia os maiores artistas do mundo já foram como você, ninguém nasce sabendo.

5. Que pergunta gostaria que lhe fizessem?

Já me perguntaram algumas vezes qual é o meu objetivo, onde eu quero chegar. Eu nunca sei responder com exatidão essa pergunta, tudo que eu penso é que eu quero melhorar, quero a cada dia me tornar melhor do que no dia anterior. Desenhar me deixa feliz, quando eu termino uma arte e identifico melhorias eu fico feliz. Eu já tentei várias vezes dar chances para outras carreiras, já trabalhei como designer de interface, diagramador e game designer, mas nenhuma dessas carreiras me deixou tão feliz como estou hoje. Eu diria que meu objetivo, acima de ser um excelente ilustrador, ou trabalhar para alguma empresa, é ser feliz. Meu objetivo de vida é ser feliz e é isso que eu vou tentar fazer pelo resto da minha vida.

Tiago Silvério é um ilustrador brasileiro freelancer, formado em Design – Mídia Digital pela PUC-Rio. Trabalha em diversos projetos criando ilustrações e Concept Art para card games, filmes, jogos, etc. Entre seus clientes estão: Kingdoms Brasil e Kalango Analogico. Apaixonado por conhecimento, está sempre buscando por novas técnicas e conceitos para que cada novo dia seja melhor que o anterior. Conheça o portefólio de Tiago Silvério.

%d bloggers like this: